Pesquisa
quinta-feira 23 Maio 2019
  • :
  • :

PSB lança campanha contra reforma da Previdência proposta pelo governo atual

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, apresentou os vídeos da campanha “ESSA Reforma da Previdência NÃO!”, produzida pelo partido e crítica à proposta apresentada pelo governo do presidente Jair Bolsonaro, em uma transmissão on-line realizada na noite desta quarta-feira (8), na sede do partido, em Brasília. O presidente da Fundação João Mangabeira, Ricardo Coutinho, que também se posiciona contrário à reforma proposta por Bolsonaro, esteve presente no evento.

O lançamento aconteceu pouco antes do Governo Federal lançar campanha favorável à reforma, que será estrelada pela apresentadora Luciana Gimenez e pelo apresentador Ratinho. A campanha do PSB é composta por 11 vídeos, sendo 6 com tempo em média de um minuto e meio e cinco mais curtos, chamados de pílulas, com cerca de 30 segundos cada.

Trata-se de vídeos focados em mostrar que a proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo atual é ruim para o povo brasileiro, para isso ataca os seguintes pontos: o regime de capitalização; a desconstitucionalização das despesas previdenciárias; a mudança na aposentadoria rural; no BPC (Benefício de Prestação Continuada) e nas regras de transição nos regimes Geral e Próprio.

Siqueira disse que a campanha surgiu como consequência da decisão do Diretório Nacional do partido que, reunido em 25 de abril deste ano, fechou questão contra o texto da proposta aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). “Nós, socialistas, não colocaremos, em hipótese alguma, as nossas digitais numa mudança dessa natureza, porque ela é desnecessária e injusta”.

O coordenador da Comunicação Digital do PSB, o ex-senador João Capiberibe, destacou que, segundo pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira (8), 2/3 da população brasileira não têm conhecimento das consequências de uma possível aprovação da reforma proposta pelo atual governo. Apenas 1/3 possui informações sobre o tema. Entretanto, 51% dessa pequena parcela são contra a Reforma da Previdência e apenas 35% são favoráveis. Capiberibe pediu à militância para compartilhar os vídeos em todos os espaços possíveis, “levem para suas redes, para os seus grupos de família”, afirmou o coordenador.

Estiveram presentes na apresentação o vice-presidente da Fundação João Mangabeira (FJM), Alexandre Navarro, respectivamente, os secretários nacionais do Movimento Popular Socialista (MPS), Acilino Ribeiro, do Movimento LGBT do partido, Tathiane Araújo, do Sindicalismo Socialista Brasileiro (SSB), Joilson Cardoso, além de militantes, dirigentes e integrantes de diretórios do partido.

Com informações da assessoria de Comunicação/PSB Nacional

Compartilhe!



Acessibilidade