Pesquisa
quinta-feira 25 Abril 2019
  • :
  • :

Violência contra a mulher foi tema de debate na sede da FJM

A Fundação João Mangabeira foi palco na manhã deste sábado, 30, do II Seminário das Mulheres Socialistas do Distrito Federal, promovido pela Secretaria de Mulheres Socialistas do Partido Socialista Brasileiro (PSB) do DF. Segundo a Secretária de Mulheres do DF, Geralda Resende, o evento teve como objetivo “Discutir as formas de violência contra as mulheres no nosso cotidiano, que tem levado a muitos casos de feminicídio”.

Existem várias formas de violência contra a mulher, por exemplo, está tramitando no Congresso Nacional um projeto de lei que retira o Direito conquistado pelas mulheres a 30% do Fundo Especial de Financiamento de campanha (FEFC). Trata-se de um direito conquistado, que pode ser retirado.”Machismo, preconceito, ódio são coisas medievais. As mulheres, pela representação social que têm, precisam ter os mesmos direitos dos homens, inclusive políticos, afirmou o vice-presidente da FJM, Alexandre Navarro.”

A Gerente executiva da FJM, Márcia Rollemberg, que participou do Seminário, falou sobre a importância de ter acesso aos estudos sobre a violência de gênero para ampliar o repertório de argumentos e evidências e inovar as estratégias de luta.

O evento, que tem como público alvo as mulheres socialistas do DF, contou com a presença da psicóloga e mestranda da UnB, Daniele Fontoura Leal e do Psicólogo e professor do UniCePlac/Gama Henrique Campagnollo Dávila.

Entre os principais obstáculos à igualdade entre homens e mulheres, estão: a necessidade de mudar as representações sociais da violência contra o Gênero Feminino, descontruir a visão de mulher objeto, patrimônio, desprovida de seus direitos essenciais, aperfeiçoamento da legislação de combate à violência e inovação nas estratégias de enfrentamento à violência e mudanças no sistema educacional.

Compartilhe!



Acessibilidade