Pesquisa
quinta-feira 16 agosto 2018
  • :
  • :

Secretaria Nacional de Mulheres do PSB comemora 18 anos, em Brasília

Dora Pires: “Pensar juntas sobre a atual conjuntura política do país é fundamental para executar uma política realista com base nas verdadeiras necessidades do povo. Foto: Humberto Pradera

A Secretaria Nacional de Mulheres (SNM) do PSB realiza nesta quarta-feira (28), em Brasília, o III Encontro Internacional de Mulheres Socialistas.

O evento marca a comemoração pela passagem dos 18 anos de criação do segmento. Mais de 300 mulheres, entre parlamentares, militantes e filiadas de todo o país, além de socialistas de seis partidos políticos latino-americanos, estarão reunidas para analisar a conjuntura política e debater a participação feminina na política.

No encontro, será feita a entrega de 18 medalhas comemorativas às pessoas que contribuíram com o fortalecimento partidário do segmento.

A homenagem reconhece o trabalho de pessoas que se dedicaram a promover a participação feminina ao longo dos 18 anos de história da Secretaria.

Com atuação em todos os estados do país, entre as funções da SNM estão as de “debater, refletir e empoderar as mulheres”, explica a secretária nacional de Mulheres do PSB, Dora Pires.

“Esses são papéis que a Secretaria tem realizado com afinco para dentro e fora do partido. Pensar juntas sobre a atual conjuntura política do país é fundamental para executar uma política realista com base nas verdadeiras necessidades do povo”, afirma.

A socialista defende a união dos movimentos de mulheres para a “concretização do sonho” de consolidar políticas de promoção de igualdade de gênero no país e no mundo.

“Participar ativamente é fundamental para as mulheres ocuparem os espaços de poder, além de fortalecer as bases sociais para potencializar e concretizar nossa luta através das representantes eleitas”, avalia.

Entre os avanços conquistados pelas mulheres ao longo da história e na política, Dora Pires destaca o voto feminino e a reserva de cota mínima de 30% e máxima de 70% para cada sexo nas eleições proporcionais.

A socialista também ressalta a obrigatoriedade da cota de 5% da aplicação do recurso do fundo partidário para promoção de políticas públicas para as mulheres, além da destinação de 10% do tempo fixado da propaganda partidária para promover e difundir a participação política feminina.

Passados 18 anos de luta pelo empoderamento das mulheres, ainda é necessário dar continuidade à luta por mais espaço dentro dos partidos políticos, em mandatos legislativos e governos, defende a socialista.

“Democracia, poder e participação política hoje são conceitos inerentes às mulheres. Vivemos em uma sociedade em que não nos cabe mais a exclusão ou a discriminação das mulheres na organização social, política e econômica no Brasil e no mundo. Temos a capacidade e força para transformar a sociedade de maneira consciente e coordenada”, afirma.

“Nesses 18 anos, parabenizamos a todas e a todos pelo engajamento político e por acreditarem nas reais possibilidades de transformação determinadas pela força das ideias socialistas. Lembremos sempre que fazemos parte de uma grande corrente comprometida com a política e a plena democracia”, finaliza.

Assessoria de Comunicação/PSB Nacional

Compartilhe!



Acessibilidade