Pesquisa
terça-feira 23 Abril 2019
  • :
  • :

Ricardo Coutinho toma posse da presidência da Fundação João Mangabeira

Não há outro caminho para nós, a não ser avançar”, afirma Coutinho.

O ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, tomou posse na manhã desta quarta-feira, 16, como presidente da Fundação João Mangabeira (FJM), o braço de formação e formulação política do Partido Socialista Brasileiro(PSB), para um mandato que se estenderá até 2021. Quem deu posse ao novo presidente da FJM foi o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira. O governador recém eleito da Paraíba, João Azevêdo(PSB) esteve presente, assim como os deputados federais Gervásio Maia(PSB-PB), Wilson Santiago(PTB-PB) e Janete Capiberibe(PSB-AP).

Coutinho, que foi governador da Paraíba por duas vezes, ressaltou que assumir a Fundação João Mangabeira é um desafio novo para ele, que apesar da larga experiência política na área executiva e legislativa, assume pela primeira vez uma instituição de formulação política. Durante seu discurso de posse, o novo presidente da FJM criticou o governo atual, que liberou a posse de armas para maiores de 25 anos. Disse que a medida dialoga com o que há de mais perigoso numa sociedade que não tem política de segurança pública. “ No Brasil nós temos 63 mil homicídios por ano e não existe política pública para mudar isso”, pontuou. Ele lembrou que apesar de ser um estado violento, o estado da Paraíba conseguiu reduzir o número de homicídios durante sete anos seguidos, no período que corresponde à sua gestão.

Da esquerda pra direita – Gov João Azevedo, Pres. Ricardo Coutinho, dep. Janete, pres. Carlos Siqueira, Vice Alexandre Navarro.

O presidente afirmou que terá como foco a valorização de políticas públicas dos governos socialistas para nacionalizar uma identidade partidária, e que irá trabalhar para preparar os quadros socialistas para as eleições de 2020, quando não haverá mais coligações proporcionais. “ Não há outro caminho para nós, a não ser avançar”, declarou.
Durante a posse, o presidente do PSB, Carlos Siqueira ressaltou a experiência e as vitórias políticas do ex-governador da Paraíba, que depois de ser eleito em 2010 e reeleito em 2014, apoiou o seu sucessor João Azevedo, que saiu vitorioso nas urnas no primeiro turno das eleições de 2018. Siqueira ressaltou que a gestão de Coutinho se inicia com otimismo, “sabendo que os desafios são grandes, mas a capacidade para superá-los é maior”.

“Outro desafio também será 2020, porque não haverá mais coligação. Temos que lançar vereadores e prefeitos nessa reordenação política”, disse Navarro, que assumiu a vice-presidência da Fundação.

Presidente Ricardo Coutinho no Gabinete com alguns convidados

Quem é Ricardo Coutinho
Ricardo Vieira Coutinho, nasceu em 18/11/1960 em João Pessoa, estado da Paraíba. É formado em Farmácia pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), com especialização pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). É farmacêutico concursado no Hospital Universitário Lauro Wanderley, em João Pessoa. Foi líder estudantil e dirigente sindical.

Foi duas vezes eleito vereador de João Pessoa pelo PT, em 1992 e 1996, sendo o mais votado na Capital na sua segunda eleição. Em 1998 candidatou-se a deputado estadual, sendo o mais votado em João Pessoa. Em 2002, ainda pelo PT, foi reeleito com o maior número de votos do pleito.

No ano de 2004, Ricardo deixa a legenda para se candidatar a prefeito da João Pessoa pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), vencendo as eleições com cerca de 65% dos votos da população pessoense.

Em 2008, ele se candidata à reeleição e, novamente, é conduzido ao cargo de prefeito da Capital paraibana, quando obteve o equivalente a 73,8% do eleitorado.
Em 2010, foi eleito governador da Paraíba com a maior votação da história daquele estado. Em 2014 foi reeleito para o período de 2015 a 2018. Nas eleições de 2018 não foi candidato e apoiou o atual governador da Paraíba, João Azevêdo.

Compartilhe!



Acessibilidade