Pesquisa
quinta-feira 18 outubro 2018
  • :
  • :

FJM participa de Audiência Pública sobre a Cultura da Paz e realiza exposição na Câmara dos Deputados

“O apoio da FJM é uma forma de investir na Paz”/ Foto: Sérgio Francês

A Comissão Especial de Cultura da Paz realizou, nesta quarta-feira (6), audiência pública com o tema A Paz Começa Dentro de Você.

​A convidada Márcia Rollemberg, gerente executiva da Fundação João Mangabeira (FJM), lembrou dos desafios na promoção da paz e da necessidade de intensificar os trabalhos através do respeito à diversidade.

“O apoio da FJM é uma forma de investir na Cultura de Paz. Em Brasília, uma cidade com mais de 135 embaixadas, é preciso trabalhar a interculturalidade, pois acreditamos que a maior convivência com países contribuirá na democratização ao acesso às políticas públicas, qualificará as emoções e ampliará a capacidade de resolução de conflitos. Esses são caminhos para a promoção da Cultura de Paz”, falou.

A presidente da Comissão, deputada federal Keiko Ota (PSB-SP), ressaltou a importância do debate constante sobre a Cultura de Paz, sua bandeira na Casa.

“O Brasil é um País maravilhoso. O que precisa ser melhorado somos nós, nosso jeito de agir, de pensar. A paz começa dentro de cada um, com a mudança no jeito de pensar”, disse a parlamentar.

Exposição

Além de participar da referida Audiência Pública, a Fundação João Mangabeira (FJM) abriu na última terça-feira, 5/6, em parceria com o Grupo Parlamentar Brasil Japão e o Hiroshima Peace Memorial Museum, a Exposição Hiroshima e Nagasaki – Do Fim ao Renascimento, uma travessia de Perdão e Cultura de Paz, que pretende destacar a cultura do perdão e da paz cultivada pelo povo japonês após a tragédia. A exposição, comemorativa de 110 anos da imigração Japonesa para o Brasil, conta com vídeos enviados do Japão, imagens fotográficas e réplicas miniaturizadas do período.

Trata-se de iniciativa da deputada Keiko Ota(PSB/SP), presidente do Grupo Parlamentar Brasil Japão.

O Brasil abriga a maior comunidade Nikkei (descendentes de japoneses nascidos fora do Japão) do mundo. A exposição, que permanecerá no local até o dia 15 de junho, é aberta, gratuita e pretende alcançar o maior número possível de pessoas.

Com informações do portal da liderança do PSB na Câmara

Compartilhe!



Acessibilidade