Pesquisa
quarta-feira 26 abril 2017
  • :
  • :

Núcleo de Pesquisa do PSB/RS publicará livro para resgatar a memória da sigla

Foto: Daniela Miranda

Os integrantes do Núcleo de Pesquisa do PSB/RS receberam, na quinta-feira (16/02), o coordenador nacional do projeto promovido pela Fundação João Mangabeira de resgate da história da sigla em todo o país, Adriano Sandri. Os socialistas gaúchos apresentaram a Sandri, que é coordenador da Escola de Formação Política Miguel Arraes, da Fundação João Mangabeira​, os trechos das entrevistas realizadas até o momento, trataram sobre as curiosidades da pesquisa, tiraram dúvidas e colheram sugestões para potencializar a atuação do grupo. O trabalho resultará num livro contendo a história do PSB gaúcho de 1947 até os dias atuais. O presidente do PSB/RS e vice-presidente nacional da sigla, Beto Albuquerque, também participou da reunião e parabenizou a equipe pelo trabalho realizado até o momento. “Resgatar a história do PSB/RS é uma forma de aprender, conhecer e prestar homenagens a todos que ajudaram a construir o partido, além de relembrar e reafirmar nossos compromissos históricos”.

Conforme Sandri, o projeto ilustra o diferencial do PSB para preservar a memória e fortalecer a identidade partidária. “Aqui no Rio Grande do Sul percebo um trabalho maravilhoso de recuperação documental de memória do PSB. Foram descobertas fontes escritas e orais que não podemos perder nunca. É sinal de que o trabalho está valendo a pena”, disse o professor, destacando, ainda, que a iniciativa realizada em quatro Estados deverá ser expandida para outras unidades da federação. “Nosso desafio é localizar a história. Somos uma federação de Estados e cada Estado tem a sua cultura, identidade e sua história”, explicou, justificando a importância da iniciativa em todo o país. “Quem tem história sabe escrever a história”, completou.

Ao lado das coordenações estaduais de São Paulo, Amapá e Alagoas, o PSB gaúcho foi um dos quatro Estados escolhidos pela Fundação João Mangabeira para resgatar a memória socialista em diferentes regiões do país. “A pesquisa que estamos realizando preenche uma lacuna no campo do conhecimento histórico do partido no RS”, disse o coordenador do núcleo, Gildo Silva, citando alguns dos métodos utilizados até o momento pelo grupo, como consultas a documentos históricos, atas de fundação, fichas de filiação e manifestos, e até mesmo entrevistas exclusivas com personalidades ligadas à sigla. “A presença do Adriano Sandri muito nos honra e é fundamental para potencializarmos nosso trabalho. Detectamos a ausência de uma bibliografia sobre a história do PSB/RS e nossa tarefa será escrever um livro”, completou ele, que também é coordenador da FJM/RS.

O Núcleo de Pesquisa Histórica do PSB/RS é composto, ainda, pelos pesquisadores Serginho Neglia, Carlos Orling, Carlos Vollmer e pelo secretário Fernando Müller.

 

O encontro ocorreu na sede da sigla, em Porto Alegre.

Texto: Saul Teixeira / Foto: Daniela Miranda




Acessibilidade