Pesquisa
sexta-feira 18 outubro 2019
  • :
  • :

Mulheres participam de seminário de formação política da FJM e do PSB em Serrinha

Deputada Lídice relacionou a participação das mulheres na política com a redução da violência contra a mulher

O PSB Bahia, em parceria com a Fundação João Mangabeira, realizou, neste sábado (5), em Serrinha, a 175km de Salvador, o terceiro seminário do ciclo de formação política para as mulheres. O evento contou com a presença de lideranças locais e de representantes de coletivos feministas como o Movimento de Mulheres Negras Dandara do Sisal.

Durante palestra para o público formado por 100 pessoas, a deputada federal Lídice da Mata disse que a participação feminina na política é um importante mecanismo para a redução de índices de violência contra a mulher. A presidente estadual da legenda destacou a necessidade dos espaços de poder para as mulheres. “Tribunas como as câmaras municipais, federal e assembleias legislativas amplificam as vozes femininas nas denúncias contra crimes como violência física, assédio sexual e problemas como desigualdades salariais e falta de condições de trabalho”, alertou.

Lídice lembrou dos altos índices de feminicídios contabilizados na região sisaleira do Estado, com 33 assassinatos entre 2015 e o primeiro semestre de 2019, o que dá uma média de 8,25 mortes por ano e destaca que o governo estadual se comprometeu em ampliar o número de mulheres delegadas no futuro para que sejam implantadas delegacias especializadas.

Lideranças e representantes de coletivos estiveram presentes

Em sua fala, a presidente do PSB de Serrinha, Viviany Andrade afirmou que querer ter mulher na política não é querer fazer uma “modinha”, mas por fazer a diferença no País. “A mulher tem a capacidade de desempenhar várias tarefas ao mesmo tempo e isso nos torna diferente. A gente tem que estudar e entender os cenários da política e isso só acontece se de fato entrarmos concretamente na política”, afirmou.

Mestre em Estudo de Linguagem e doutoranda em Língua e Cultura, a soldado da PM Aline Conceição lembrou dos altos índices de violência contra a mulher e pontuou que as agressões começam sempre de forma verbal. “A violência não começa no tapa ou no soco, mas sim de forma velada”, disse.

Ela destacou o trabalho da polícia com a Ronda Maria da Penha, uma experiência que surgiu na Bahia e que hoje abrange 14 municípios do Estado, atendendo, sobretudo mulheres que estão sob medidas protetivas.

Secretária de Mulheres do PSB, Luciana Cruz citou a parceria entre o partido e o mandato da deputada federal Lídice da Mata com o Ministério Público Estadual, a fim de promover ações para a redução dos índices de feminicídio e violência contra a mulher.

Também participaram do evento lideranças do PSB local como o secretário-geral geral da legenda, Nicaninha, Luciana Andrade, Luckma Itala, Aristanan Pinto, Jota Reis e Lucas Cruz. A representante do Movimento de Mulheres Negras Dandara do Sisal, Cleuza Juriti e o presidente do PSB de Amélia Rodrigues, Gel Galego também participaram da atividade.

Compartilhe!



Acessibilidade