Pesquisa
segunda-feira 17 dezembro 2018
  • :
  • :

Inaugurada galeria que resgata história da liderança do PSB na Câmara

Chico Ferreira / Sérgio Francês

Emoção e nostalgia marcaram o descerramento do quadro da galeria dos ex-líderes da Bancada do PSB na Câmara dos Deputados. Instalado na sala de reuniões da Liderança do Partido na Casa, o painel conta com fotos dos 27 parlamentares que ocuparam o cargo desde 1987.

O trabalho realizado pela Liderança do PSB ao longo desses anos sempre mereceu destaque. Além do importante papel no combate à corrupção, os líderes da Legenda se evidenciaram pela defesa dos direitos sociais, na luta pela diminuição das desigualdades e pela melhoria de vida da população em relação a temas básicos como saúde, educação, segurança e emprego. A questão ambiental também esteve presente nos debates propostos pelas lideranças socialistas, assim como a defesa dos direitos dos trabalhadores, a segurança no trânsito, o combate às drogas e a assistência à família e a vítimas de catástrofes.

O atual líder, deputado Tadeu Alencar (PE), falou do orgulho de fazer parte desse grupo de parlamentares que estiveram, em algum momento, à frente da Bancada na Câmara. “É uma honra figurar nesta galeria. Aqui, fazemos um reconhecimento e um tributo à memória do Partido que tem 70 anos de história, sem nunca claudicar nos seus deveres de defesa dos interesses maiores da sociedade brasileira”, ressaltou o socialista. Tadeu falou do momento desafiador da política nacional e destacou o trabalho do PSB nesse cenário. “Não recusaremos a tarefa de contribuir com os interesses do País, com ideias e com propostas. O partido tem sido o sustentáculo da democracia, da República, dos princípios e dos valores que nos trouxeram até aqui, e assim seguiremos com o nosso trabalho.”

Para o presidente Nacional do PSB, Carlos Siqueira, a galeria relembra toda a história do Partido, uma vez que, segundo ele, os parlamentares representam o rosto público da Legenda. Siqueira destacou o papel ainda mais significativo que a Bancada eleita para a próxima Legislatura terá diante da conjuntura política nacional. “O momento inédito da política é extremamente desafiador. Estou seguro de que os deputados compreenderão o trabalho que o destino lhes reservou nesta quadra da vida nacional”, avaliou.

Governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, líder do PSB entre os anos de 2009 e 2011, demonstrou profundo orgulho ao lembrar que conviveu com todos os líderes homenageados. Na ocasião, ele também reforçou a necessidade de a Bancada permanecer unida diante do cenário que se apresenta. “Precisaremos de muito espírito público e de muita unidade no campo progressista, para que possamos avançar na construção de um país menos desigual e mais generoso no compromisso com a população.” Rollemberg acredita que o PSB cumprirá, mais uma vez, papel muito importante na história política do País.

Presente na cerimônia, o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, destacou trabalho dos líderes do PSB no Congresso. Ao falar da galeria, Maia ressaltou a importância de se preservar a história. “Um país sem memória é um país que nunca construirá um futuro melhor para seus brasileiros. Vivemos num País com 13 milhões de pessoas em extrema pobreza. Nesse sentido, independente da questão ideológica e de qual é o caminho correto, esse tem que ser sempre nosso objetivo, o de que os brasileiros tenham igualdade de oportunidades para tirarmos do Brasil essa marca.” O vice-presidente da Casa, Fábio Ramalho, e o terceiro secretário da Mesa Diretora, deputado JHC (PSB-AL), também prestigiaram a cerimônia.

Sintonia – Líder do PSB nos anos de 2013 e 2014, momento em que foi preparada a lançada a candidatura de Eduardo Campos à presidência da República, Beto Albuquerque (RS) acredita que o líder da bancada deve ser a expressão da história e do pensamento da legenda que representa. “Os líderes são importantes quando têm absoluta sintonia com o partido. Devem estar conectados com a história, com as lutas, com os programas e as convicções da base de militantes.”

O deputado Júlio Delgado (MG) falou da nobreza com que todos os que passaram pela Liderança exerceram a função. “Esse papel é fundamental para a vida do Partido. Mas, além disso, é um papel que projeta esses ex-líderes para espaços enobrecidos e, assim, contribuir em outras esferas com uma política pública e social, que é a pauta do PSB.” Delgado assumiu a Liderança em duas ocasiões, entre o final de 2014 e início de 2015 e entre outubro de 2017 a junho de 2018.

Dos líderes homenageados, estiveram presentes na cerimônia de descerramento do quadro da galeria a ministra do Tribunal de Contas da União, Ana Arraes; o deputado Givaldo Carimbão (Avante-AL); a deputada Luíza Erundina (PSOL-SP) e o ex-deputado Alexandre Cardoso.

Fonte: Liderança do PSB na Câmara dos Deputados.

Compartilhe!



Acessibilidade