Pesquisa
terça-feira 19 Março 2019
  • :
  • :

Coutinho expande relações internacionais da FJM com visita a embaixador português

Coutinho: “ Portugal tem caminhado de forma diferenciada com relação ao mundo, nos interessa uma aproximação maior”.

O presidente da Fundação João Mangabeira(FJM), ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, esteve na manhã de hoje na Embaixada de Portugal em Brasília. A visita ao Embaixador Jorge Dias Cabral, deveu-se à realização do “Seminário Internacional de Economia Criativa”. O presidente solicitou ao Embaixador que indicasse um representante de Portugal para compor a mesa, cujo tema é Reforma Urbana Criativa,  no evento que acontecerá, entre os dias 21 e 23 de março, em Brasília.

Coutinho, que assumiu a FJM após encerrar o segundo mandato como governador da Paraíba, em janeiro do corrente ano, quer ampliar as relações internacionais da Fundação para diversificar suas ações na área de formação e incluir novas experiências socialistas além das fronteiras brasileiras. “ Portugal tem caminhado de forma diferenciada com relação ao mundo, nos interessa uma aproximação maior”, afirmou Coutinho. Ele lembrou que a FJM já possui relações com a Fundação Alemã Humbold-Viadrina e está abrindo diálogo com a Fundação pertencente ao Partido Socialista Chileno.

Portugal tem vivido uma experiência político-administrativa diferente dos demais países europeus e do mundo. A política de austeridade, antes adotada lá, foi substituída por um governo de centro-esquerda,  que reduziu a influência do mercado nas decisões do governo, ao mesmo tempo que abriu o país para investimentos estrangeiros e recuperou o poder de compra do salário dos portugueses.

O Embaixador afirmou que nos últimos anos Portugal diminuiu o desemprego, aumentou as receitas com turismo e o País foi aberto para investimento estrangeiro. Além disso, Cabral afirmou que Portugal tem a vantagem de ser um país com uma população pequena, de dez milhões de habitantes, com um sistema de transportes altamente desenvolvido e com taxas muito baixas de criminalidade. Ele aponta a segurança como fator fundamental para o turismo, lembra que Portugal é anualmente visitado por 20 milhões de turistas, ou seja, o dobro de sua população, “ a realidade do Brasil é muito mais complexa, Portugal cabe no espaço territorial de Pernambuco”, afirmou o embaixador.

Para Coutinho, o Brasil passou por um processo de degradação do ponto de vista do aumento das taxas de criminalidade. Ele ressalta que o único estado que reduziu durante 7 anos seguidos o número de homicídios foi a Paraíba de 2012 a 2018. O  Partido Socialista Brasileiro possui experiências exitosas na área de segurança pública, que aproximam a Polícia Civil e a Polícia Militar, além de fazer investimentos elevados em educação, “ nós queremos organizar melhor as informações sobre essas experiências e difundí-las”, afirmou o ex-governador, que citou os governos da Paraíba, Pernambuco e Espírito Santo, como exemplos de estados governados pelos socialistas que vêm obtendo sucesso na área de Segurança Pública.

Também estiveram presentes no encontro o Diretor de Organização da FJM, Fabio Maia, e Joana Araújo, Conselheira da Embaixada de Portugal.

Compartilhe!



Acessibilidade